Assoc. Portuguesa de Viniyoga - APV

Viniyoga - o yoga personalizado para si, no aqui e agora!

Forums

Post Reply
Forum Home > Assuntos vários > Uma prática de yoga ou uma viagem pelo palácio

Alice
Moderator
Posts: 7

Numa prática de yoga, independentemente das circunstâncias, a pessoa está consigo própria. O “eu”, quase sempre envolvido nas atividades do dia-a-dia, agora finalmente não tem nada a provar. Está frente ao “Eu”, que o conhece bem. Tentar mostrar-Lhe o que não é real, não serve de nada, nem sequer O diverte. Mas às vezes o “eu” esquece-se disso, esquece-se mesmo da presença do seu Mestre, parece que faz a prática para seu divertimento, ou para a sua satisfação… Depois lembra-se e volta…

A prática é como uma visita guiada que o “eu” proporciona ao “Eu” no Seu próprio palácio. O “eu” escolhe o roteiro, decide a sequência pela qual os salões vão Lhe ser apresentados. Nem sempre logo de início ele consegue aperceber-se da presença d’Ele; vai aos poucos. O “Eu” é discreto, simplesmente observa: como os vários elementos se distribuem e combinam, as cores, o que ganha firmeza, o que enfraquece.

O “eu” passa de um salão ao próximo e vai-se dissolvendo na sobriedade e grandiosidade do Mestre que o segue silenciosamente; por onde Ele passa, uma nova energia se instala: tudo se torna mais vivo.

Por fim, o “eu” já quase absorvido no Mestre, ainda O conduz aos belos jardins do palácio: uma brisa sopra leve e morna, flores mágicas parecem rodar, mudam de cor… A brisa aquieta-se, quase desaparece na presença d’Ele. O “eu” está agora completamente absorvido… é a Plenitude, na Paz, no Silêncio…

São os melhores momentos da visita. Por vezes, surge no ar um perfume exótico, ou talvez uma melodia perfeita, impossível de reproduzir … Nesses momentos o “eu” estremece, em êxtase. Talvez uma pérola role pela fachada do palácio…

Terminada a visita, o Mestre recolhe-se. O “eu” ainda tenta prolongar aqueles momentos sublimes, inebriado por mais algum tempo.

Até que começa a surgir a lembrança de outras coisas que precisam ser feitas. Lá fora, o dia continua; mas ele sabe que, talvez no dia seguinte, pode dar outro passeio pelo palácio.

 

--
March 28, 2014 at 1:54 PM Flag Quote & Reply

You must login to post.